Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10174/9798

Title: Avaliação farmacológica e toxicológica do óleo essencial e extrato aquoso deLavandula stoechas L. subsps. luisieri (Rozeira) Rozeira
Authors: Arantes, Silvia
Candeias, M. Fátima
Pereira, Marízia
Lopes, Orlando
Lima, Mónica
Cruz Morais, Júlio
Martins, M. Rosário
Keywords: Lavandula
óleo essencial
actividade farmacológica
toxicidade
Issue Date: May-2013
Publisher: Departamento de Química
Citation: Arantes S, Candeias MF, Pereira M, Lopes, O., Lima, M., Cruz-Morais J., Martins MR (2013). Avaliação farmacológica e toxicológica do óleo essencial e extrato aquoso de Lavandula stoechas L. sps. luisieri (Rozeira) Rozeira. Livro de Resumos das Jornadas do Departamento de Química, 42. ISBN 978-989-8550-12-5, 21 de Maio, Évora, Portugal
Abstract: As plantas do género Lavandula L. pertencentes à família Labiatae, são plantas aromáticas de grande importância económica muito usadas na medicina tradicional. Neste estudo, foi selecionada uma espécie natural do Alentejo, Lavandula stoechas L. subsps. luisieri (Rozeira) Rozeira, vulgarmente conhecida por rosmaninho, recolhida de uma mancha da Herdade da Mitra (Évora) O objetivo deste estudo foi avaliar as atividades analgésica e anti-inflamatória, e avaliar a toxicidade aguda do óleo essencial e extrato aquoso das folhas de L. luisieri. O óleo essencial foi obtido por hidrodestilação em aparelho tipo Clevenger e a sua composição química foi avaliada por GC/FID, o hidrolato resultante foi liofilizado e caracterizado por testes fitoquímicos, com quantificação dos compostos fenólicos totais e flavonoides. As propriedades farmacológicas, analgésica e anti-inflamatória, foram avaliadas em ratos Wistar pela prova de Amour-Smith e pelo teste da indução do edema na pata, respetivamente [1]. A toxicidade aguda foi avaliada in vitro em Artemia salina com determinação da CL50 [2] e in vivo, em murganhos Swiss, com avaliação do screening farmacológico, determinação da DL50 [3] e análise histopatológica do fígado e rins. O óleo essencial e o hidrolato apresentaram atividade analgésica e anti-inflamatória nas doses de 100 mg/Kg e 500 mg/Kg, respetivamente. O óleo essencial apresentou citotoxicidade para A. salina, com valores de CL50 inferiores a 500 µg/mL, enquanto o hidrolato não apresentou toxicidade, para concentrações até 3500 µg/mL. O óleo essencial e hidrolato de L. luisieri apresentaram baixa toxicidade aguda, com valores de DL50 muito superiores a 2000 mg/kg, sem sinais clínicos de toxicidade, no entanto, observou-se um comportamento passivo dos animais administrados com óleo essencial nas concentrações de 1000 e de 2000 mg/Kg. Nos estudos histopalógicos observaram-se pequenas alterações ao nível das estruturas do fígado e do rim apenas para as doses mais altas de óleo essencial. Os estudos prosseguem com a avaliação toxicológica das funções hepática e renal com marcadores enzimáticos e avaliação dos mecanismos de ação anti-inflamatória, com vista utilização do óleo essencial e hidrolato como agentes nutracêuticos e/ou fitoterapêuticos.
URI: http://hdl.handle.net/10174/9798
ISBN: 978-989-8550-12-5
Type: article
Appears in Collections:CQE - Artigos em Livros de Actas/Proceedings
ICAAM - Artigos em Livros de Actas/Proceedings

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Jornadas DQUI 2013 Livro de Resumos_resumo.pdf939.13 kBAdobe PDFView/Open
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Dspace Dspace
DSpace Software, version 1.6.2 Copyright © 2002-2008 MIT and Hewlett-Packard - Feedback
UEvora B-On Curriculum DeGois