Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10174/4746

Title: A cortiça como sonda ambiental de metais pesados – um serviço sócio-ambiental prestado por montados de sobro e sobreirais
Authors: Ponte-e-Sousa, João
Neto-Vaz, António
Teixeira, Jorge
Editors: Liberato, Maria
Keywords: cortiça
chumbo
voltametria
Issue Date: Jan-2007
Publisher: Revista de Ciências Agrárias
Citation: PONTE-E-SOUSA, J., GINJA TEIXEIRA, Jorge e VAZ, António Neto. A cortiça como sonda ambiental de metais pesados: um serviço sócio-ambiental prestado por montados de sobro e sobreirais. Rev. de Ciências Agrárias, jan. 2007, vol.30, no.1, p.260-266. ISSN 0871-018X.
Abstract: A longevidade do sobreiro e a capacidade que a cortiça amadia tem de crescer construindo camadas anuais extremamente bem individualizáveis permitiu criar a hipótese de correlação entre as marcas químicas deixadas em cada camada de crescimento e as características ambientais do local onde o sobreiro vegeta. Isto permitiria a construção de séries de novénios de distribuição espacial e temporal da característica que se pretenda estudar. Há nisto algumas semelhanças com abordagens dendrométricas, sendo que estas tendem a ser muito mais agressivas. Foi objectivo deste trabalho que numa fase inicial do estudo se procedesse à criação de uma maneira credível de fazer a quantificação de chumbo (II) no felema da cortiça recorrendo a uma técnica de análise química nunca antes utilizada para este efeito – a voltametria. A escolha deste método da análise química moderna resulta do conhecimento das vantagens competitivas que tem sobre outros, quando aquele é aplicável, como se demonstra ser o caso. A metodologia utilizada começou por exigir a recolha de uma porção de cortiça de um sobreiro escolhido ao acaso, de maneira a encontrar o material cortiça como se encontra na árvore. No momento não se consideram possíveis correlações biogeográficas mas tão somente o material propriamente dito. Tendo sido possível fazer a quantificação indicada, estão em curso os estudos necessários à verificação da hipótese que dá o mote a este trabalho de investigação centrado no sobreiro do montado e do sobreiral, sendo que a principal conclusão a retirar é que a possibilidade de utilização do sobreiro como indicador da qualidade ambiental do local, neste caso quanto ao teor em Pb(II), é mais um serviço prestável (pelo ecossistema que orbita em torno do sobreiro) às populações humanas da área da bacia mediterrânica ocidental. O futuro uso da voltametria como forma de, determinando a concentração do metal em causa em cada camada da cortiça de sobreiros dispersos na área onde vegetam, poder obter-se uma estimativa dos teores médios desses metais nos locais frequentemente caracterizados pela presença daquela árvore, poderá vir a ser muito interessante para um conhecimento mais profundo desta realidade.
URI: http://hdl.handle.net/10174/4746
ISSN: 0871-018X
Type: article
Appears in Collections:ICAAM - Publicações - Artigos em Revistas Nacionais Com Arbitragem Científica

Files in This Item:

File Description SizeFormat
RSCAP.pdf112.12 kBAdobe PDFView/Open
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Dspace Dspace
DSpace Software, version 1.6.2 Copyright © 2002-2008 MIT and Hewlett-Packard - Feedback
UEvora B-On Curriculum DeGois