Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10174/26195

Title: Avaliação radiográfica e ecográfica de sinais de osteoartrite em articulações metacarpo/tarsofalângicas de equinos post-mortem
Authors: Pinto, António
Cardoso, Madalena
Ramos, Sofia
Alexandre, Nuno
T Gama, Luís
Bettencourt, Elisa
Monteiro, Susana
Keywords: cavalo
OA
diagnóstico
boleto
Issue Date: 30-Oct-2019
Citation: Pinto A, Cardoso M, Ramos S, Alexandre N, T Gama L, Bettencourt E, Monteiro S. Avaliação radiográfica e ecográfica de sinais de osteoartrite em articulações metacarpo/tarsofalângicas de equinos post-mortem. Resumos das XI Jornadas do Hospital Veterinário Muralha de Évora, RPCV (2019) 114 (609-610), 4-5.
Abstract: Introdução e objetivos: As articulações metacarpo/tarsofalângicas (MC/TF – boletos) dos equinos são muito afetadas por processos degenerativos e traumáticos, sendo a osteoartrite (OA) o mais comum. Esta constitui uma das principais causas de diminuição de performance e claudicação em equinos. Enquanto a radiografia (RX) tem um papel essencial no diagnóstico de OA, a ecografia (ECO) é ainda pouco utilizada como exame de rotina. O presente estudo teve como objetivos: i) avaliar a existência de diferenças entre a ECO ante-mortem (AM) e post- mortem (PM) na avaliação das superfícies osteoarticulares do boleto; ii) comparar a sensibilidade da RX e da ECO no diagnóstico de OA. Metodologia e resultados: Para avaliar as diferenças entre a ECO AM e PM foram realizadas duas ecografias a 13 articulações MC/TF, uma AM e uma PM (num período máximo de 6h), pelo mesmo médico veterinário. Para comparar a RX e a ECO foram avaliadas PM 42 articulações por dois médicos veterinários, de forma independente (um realizou RX, o outro ECO). Classificaram-se as lesões de remodelação óssea (RO) e osteófitos (OS), típicas de OA (escala 0-3, adaptada de Trumble et al., 2008). Para a ECO AM e PM consideraram-se 7 regiões articulares distintas e para a comparação entre RX e ECO 6. Em cada região calculou-se a severidade (Sev) e a extensão (Ext) das lesões. Entre os exames ecográficos AM e PM verificou-se um elevado grau de correlação (r>0,50) para os valores dos parâmetros de Ext e Sev de lesão: para ambos os tipos de lesão (RO e OS) e para as várias regiões. Considerando a região dorsal dos côndilos, a classificação média da Ext das lesões de RO foi significativamente superior para a ECO que para a RX, enquanto que no caso dos osteófitos, tanto a classificação média de Ext como a de Sev das lesões foram significativamente superiores para a ECO. Principais conclusões: A ecografia é uma técnica vulgarmente associada ao diagnóstico de lesões dos tecidos moles, contudo, à semelhança do que já existe descrito em trabalhos anteriores, o presente estudo sugere que a ecografia possui um enorme potencial no diagnóstico de OA das articulações do boleto em equinos. Os exames ecográficos ante-mortem e post- mortem demonstraram não haver diferenças na avaliação das superfícies osteoarticulares do boleto, validando a ecografia na deteção de remodelação óssea e osteófitos nas primeiras 6 horas post-mortem, abrindo porta a uma variedade considerável de estudos nestas circunstâncias. Os resultados deste estudo sugerem que a ecografia é mais sensível que a radiografia, nomeadamente na determinação da extensão das lesões de remodelação óssea e da extensão e severidade de osteófitos nas superfícies osteoarticulares dorsais do boleto. Estes resultados reforçam assim a necessidade da utilização da ecografia para a obtenção de um diagnóstico precoce de osteoartrite. Financiamento: Projeto Novas metodologias de diagnóstico de doença articular em equinos, ALT20-03-0246-FEDER-000019
URI: http://hdl.handle.net/10174/26195
Type: lecture
Appears in Collections:ICAAM - Comunicações - Em Congressos Científicos Nacionais

Files in This Item:

File Description SizeFormat
SPCV - Vol114-n609-610.pdf318.57 kBAdobe PDFView/Open
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Dspace Dspace
DSpace Software, version 1.6.2 Copyright © 2002-2008 MIT and Hewlett-Packard - Feedback
UEvora B-On Curriculum DeGois