Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10174/9966

Title: O repertório de alergénios do ácaro Dermatophagoides pteronyssinus para o cão – Sensibilização a quê? Imunoterapia (específica) para o quê?
Authors: Martins, Luís
Marques, Andreia
Pereira, Luísa
Semião-Santos, Saul
Malaman, Maria
Bento, Ofélia
Editors: Karla, Arruda
Keywords: Alergia
Atopia
IgE
Dermatite
Imunoterapia
Alergénios
Ácaros
Issue Date: 3-Dec-2013
Publisher: Brazilian Journal of Allergy and Immunology
Citation: Braz J Allergy Immunol, 1(2):103.
Abstract: Objetivo: Identificar os repertórios alergénicos mais relevantes para o ácaro Dermatophagoides pteronyssinus (Der p) em cão, de forma a permitir importantes inovações em termos de opções imunoterápicas dirigidas, com ganho de eficácia. Métodos: Da consulta externa de dermatologia e alergia dos Hospitais Veterinários da Universidade de Évora e da Fundação Rof Codina (Lugo, Espanha) selecionaram-se 20 cães, maioritariamente indoor e com sintomatologia perenal, alérgicos aos ácaros e sensibilizados a Der p, por testes intradérmicos (Bial Aristegi, Bilbao, Espanha) e doseamento das IgE específicas (Univet, Barcelona, Espanha). Preparou-se o extrato solúvel de Der p (Allergon, Angelholm, Suécia) em água bi-destilada. A separação proteica foi realizada por isoeletrofocalização (IEF) em gradiente de pH 4-6,5 e por SDS PAGE a 12%, uni- (1D) e bidimensional (2D). As proteínas separadas foram transferidas para membranas de PVDF, sobre as quais se realizaram os imunoblots, tendo as IgE específicas séricas sido reveladas por anti-IgE canina policlonal, conjugada com peroxidase, e monoclonal, conjugada com biotina. Resultados: Da IEF identificaram-se 11 alergénios (pI 5,4, 5,5, 5,6, 5,7, 5,9, 6,2, 6,3, 6,5, 6,6, 6,7 e 6,8), bem como da SDS PAGE 1D (PM 13,5, 23,5, 28,5, 32,5, 35,5, 37, 47,5, 58, 70, 110 e 210-220 kDa), 6 dos quais major. A maioria dos indivíduos apresentou espetrotipos complexos. Da SDS PAGE 2D identificaram-se 24 regiões/spots alergénicas, de pI <4,6 a >6,9 e de PM 13,5 a 210-220 kDa. Conclusões: Observaram-se várias semelhanças entre os alergogramas canino e humano. Após imunoterapia específica, clinicamente bem-sucedida, um indivíduo complexou o espetrotipo, sugerindo ausência de correlação absoluta entre sensibilização e alergia.
URI: http://hdl.handle.net/10174/9966
ISSN: 2318-5015
Type: article
Appears in Collections:ICAAM - Artigos em Livros de Actas/Proceedings

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Congresso Belem 2013 - Publicação.JPG1.96 MBJPEGView/Open
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Dspace Dspace
DSpace Software, version 1.6.2 Copyright © 2002-2008 MIT and Hewlett-Packard - Feedback
UEvora B-On Curriculum DeGois