Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10174/9106

Title: Gravidez na adolescência em Boa Vista - Roraima (Brasil) no ano de 2011: fatores predisponentes e medidas de prevenção
Authors: Sampaio, Maria de la Paz Perez
Advisors: Anastácio, Zélia Ferreira Caçador
Guterres, Luís Fernando dos Reis
Keywords: Adolescência
Sexualidade
Gravidez na adolescência
Educação em saúde
Issue Date: 2013
Publisher: Universidade de Évora
Abstract: Gravidez na Adolescência em Boa Vista - Roraima (Brasil) no ano de 2011: Fatores Predisponentes e Medidas de Prevenção. O número elevado de gravidez na adolescência tem motivado estudos, em caráter mundial, pois repercute em todos os setores da vida das adolescentes, principalmente em seu processo educacional, na construção de sua independência econômica e em seus relacionamentos sociais, especialmente o familiar. O estudo teve o objetivo de identificar comportamentos e fatores familiares e socioculturais que contribuíram para a gravidez entre as adolescentes inscritas na Estratégia de Saúde da Família (ESF) no Município de Boa Vista/Roraima (Brasil) no ano de 2011. Foi desenvolvido nos termos de pesquisa exploratória com abordagem qualitativa. Para a coleta de dados foi usado um roteiro de entrevista contendo 53 questões (abertas e fechadas), aplicado junto às adolescentes grávidas inscritas nas Unidades Básicas de Saúde da Família, no período de 01 a 30 de junho de 2011. A amostra incluiu 110 adolescentes com idades compreendidas entre os 13 e os 19 anos, sendo a média de 16,5 anos. Os resultados mostram que: 98% das jovens sobrevivem com baixa renda; 90,91% possuem baixa escolaridade, apresentando uma evasão escolar de 55% dos casos motivada, principalmente, pela gravidez; 33,64% tiveram que abandonar o emprego; 30,91% já possuíam outros filhos; para 85,50% suas mães também foram adolescentes grávidas; a religião predominante é a evangélica com 47,27%; 72% não tinham aula de educação sexual; 56% conversavam sobre sexo, essencialmente com os amigos, representando 59,68%; 44% não tinham atividade educativa na Unidade de Saúde da Família e 48% não frequentavam a Unidade antes da gravidez; 55% referiram não ter tido orientação sexual; 85% informaram que a mídia influenciou o sexo/gravidez; 82% não planejaram a gravidez; houve predominância de reação negativa por parte da adolescente, de seus familiares, do pai da criança e dos familiares do pai da criança; a média de idade para início de relação sexual foi de 14,6 anos; 36,36% tiveram seus parceiros também adolescentes; 9% foi obrigada a casar; 71% prevenia a gravidez, sendo 69% pelo uso do preservativo masculino; havia presença de DST em 9% das entrevistadas; 23% pensaram realizar o aborto; 27% foi estimulada a realizar o aborto; 11% sofreram violência; 38% relataram que o motivo que mais influenciou a ocorrência da gravidez foi a falta de informação; 43,63% faziam uso de álcool antes da gravidez; 38,18% deixaram de fazer uso de álcool após a descoberta da gravidez; 31% referiram que o álcool influenciou a ocorrência do sexo/gravidez. Espera-se que os resultados alcançados com o presente estudo possam contribuir para a elaboração, implantação e implementação de políticas públicas no sentido de elaborar propostas de projetos assistenciais e de educação em saúde relacionada ao tema, estimulando a multi e interdisciplinaridade, embasados no contexto sócio-cultural das adolescentes, com o objetivo de reduzir a problemática abordada; 6 ABSTRACT Teenage Pregnancy in Boa Vista - Roraima (Brazil) in 2011: Predisposing Factors and Prevention Measures. The high number of teenage pregnancies has motivated studies around the world, since its influence on many aspects in adolescents’ life, including their education, economic independence achievement and social relationships, especially family. Based on this context, this study aimed to identify behaviors related to family and a combination of social and cultural factors that may contribute to pregnancy among adolescents enrolled in Family Health Strategy (FHS) in Boa Vista / Roraima (Brazil), 2011. The sample included 110 adolescents aged 13 to 19 years, on average of 16.5 years. The results show that: 98% of young people living on low income;90.91% had low education, with a dropout of 55% of the cases motivated mainly by pregnancy; 33.64% had to quit her job; 30, 91% already had other children; 85.50% for their mothers were also pregnant adolescents; the predominant religion is evangelical 47.27%; 72% had no sex education class; 56% talked about sex, primarily with friends representing 59.68%; 44% had no educational activity in the Family Health Unit and 48% were not attending the Unity before pregnancy; 55% reported not having sexual orientation, 85% reported that the media influenced the sex / pregnancy , 82% did not plan the pregnancy, there was a predominance of negative reaction on the part of adolescents, their families, the father of the child and family members of the child's parent, the average age of onset of sexual intercourse was 14.6 years; 36.36% had partners also adolescents, 9% was forced to marry, 71% prevented pregnancy, 69% by the use of male condoms, STD was present in 9% of the respondents, 23% thought the abortion; 27 % was encouraged to have an abortion, 11% experienced violence, 38% reported that the reason that most influenced the occurrence of pregnancy was the lack of information; 43.63% drank alcohol before pregnancy; 38.18% stopped use alcohol after the discovery of the pregnancy, 31% reported that alcohol influenced the occurrence of sex / pregnancy. It was conducted as an exploratory research with a qualitative approach. An interview guide containing 53 objective and subjective questions was used for data collection. It was applied to pregnant teenagers enrolled in the Basic Family Health units, from June 1st to 30th, 2011. We hope that the research results may contribute to development, deployment and implementation of public policies, such as care and health education proposals related to the theme. Also, to encourage multi and interdisciplinary work on teenagers’ social and cultural factors, in order to reduce the addressed problem.
URI: http://hdl.handle.net/10174/9106
Type: masterThesis
Appears in Collections:BIB - Formação Avançada - Teses de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA EM BOA VISTA – RORAIMA (BRAZIL) NO ANO DE 2011 FATORES PREDISPONENTES E MEDIDAS DE PREVENÇÃO.pdf3.82 MBAdobe PDFView/OpenRestrict Access. You can Request a copy!
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Dspace Dspace
DSpace Software, version 1.6.2 Copyright © 2002-2008 MIT and Hewlett-Packard - Feedback
UEvora B-On Curriculum DeGois