Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10174/5867

Title: Efeitos do maneio do solo na dinâmica da decomposição e da libertação de nutrientes de folhas de Cistus salviifolius L.
Other Titles: Effects of agricultural tillage practices on decomposition and nutrient dynamics of Cistus salviifolius L. leaves
Authors: Simões, M. Paula
Nunes, Jorge
Madeira, Manuel
Gazarini, Luiz
Issue Date: 2004
Publisher: SPCS e SECS
Citation: Simões MP, Nunes J, Madeira M, Gazarini L. 2004. Efeitos do maneio do solo na dinâmica da decomposição e da libertação de nutrientes de folhas de Cistus salviifolius L. Proceedings do 1º Congresso Ibérico da Ciência do Solo. SPCS e SECS, Bragança.
Abstract: Estudou-se o efeito das alterações na estrutura do sistema solo-folhada na dinâmica da decomposição, através da simulação de duas técnicas de maneio do solo, numa comunidade arbustiva característica de montados do Alentejo. Para o efeito, monitorizou-se, durante cerca de 2 anos, a dinâmica da perda de MO e da libertação de N, P, K Ca e Mg de folhas de Cistus salviifolius L., através da técnica dos “litter bags”, colocados à superfície do solo e enterrados a 10 cm de profundidade. A decomposição das folhas enterradas foi bastante mais rápida do que a das colocadas à superfície do solo. As proporções de MO remanescente foram, respectivamente, de 13 e 26%, após 2 anos e as taxas anuais de decomposição, k, de 0,99 e de 0,70. A libertação de N foi igualmente mais rápida nas folhas enterradas do que nas colocadas à superfície, tendo as proporções remanescentes, ao fim de 289 dias, sido respectivamente de 60 e 98% (22 e 47% no final). A libertação de P seguiu a mesma tendência que a do N, tendo a proporção residual, após 289 dias, sido de 48% nas folhas enterradas (16% no final) e de 70% à superfície (32% no final). Os padrões de libertação de K, Ca e Mg foram idênticos nas duas situações, tendo as proporções remanescentes, no final do período de estudo, sido de 3 e 6%, 28 e 32% e 20 e 29%, respectivamente para as folhas enterradas e para as colocadas à superfície. A localização das folhas influenciou o processo de decomposição. A mais lenta decomposição à superfície do solo pode contribuir para a redução das perdas de MO e nutrientes nos solos não mobilizados, relativamente aos mobilizados segundo as técnicas agrícolas tradicionais.
URI: http://hdl.handle.net/10174/5867
Type: article
Appears in Collections:ICAAM - Artigos em Livros de Actas/Proceedings
BIO - Artigos em Livros de Actas/Proceedings

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Simoes et al 2004-I CSICS Bragança.pdf13.66 kBAdobe PDFView/Open
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Dspace Dspace
DSpace Software, version 1.6.2 Copyright © 2002-2008 MIT and Hewlett-Packard - Feedback
UEvora B-On Curriculum DeGois