Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10174/5833

Title: Variação sazonal e espacial da partição de biomassa e nutrientes em Cistus salviifolius L.
Other Titles: Seasonal and spatial variation of biomass and nutrient allocation in Cistus salviifolius L.
Authors: Simões, M. Paula
Madeira, Manuel
Gazarini, Luiz
Issue Date: 2004
Publisher: Sociedade Portuguesa da Ciência do Solo
Citation: Simões MP, Madeira M, Gazarini L. 2004. Variação sazonal e espacial da partição de biomassa e nutrientes em Cistus salviifolius L. Revista de Ciências Agrárias 27: 481–493.
Abstract: Estudou-se bimestralmente, de Janeiro a Dezembro de 1995, a estrutura da copa de Cistus salviifolius L., através do método do corte estratificado. A fitomassa foi separada em biomassa e necromassa e os pesos secos de todos os componentes obtidos individualmente. O índice de área foliar (LAI) e a área foliar específica (SLA) foram determinadas em cada um dos estratos considerados. Nas mesmas datas de amostragem foram colhidas folhas jovens, maduras e senescentes. A folhada foi colhida quinzenalmente, tendo os seus componentes sido separados. As concentrações de N, P, K, Ca e Mg foram determinadas em subamostras dos componentes da biomassa e da folhada. A biomassa aérea foi de 920 g m-2 (15% de folhas). A biomassa foliar, o LAI e a SLA máximos foram obtidos no final do inverno e início da primavera, diminuindo significativamente durante o período estival (cerca de 85% o LAI e de 50% a SLA). O coberto caracteriza-se por uma estrutura em “camadas”, prevalecendo os caules e ramos lenhosos nos estratos inferiores e as folhas nos superiores, principalmente durante o verão. As concentrações foliares de nutrientes foram mais elevadas no inverno e na primavera do que no verão, tendo as concentrações de N por unidade de massa aumentado no sentido do topo da copa, enquanto as de K, Ca e Mg aumentaram no sentido da base. As concentrações de todos esses nutrientes, por unidade de área foliar, aumentaram da base para o topo da copa, o que se correlaciona com o decréscimo da SLA verificado no mesmo sentido. As concentrações foliares de N, P e K foram mais elevadas nas folhas vivas do que nas da folhada, indicando translocação destes nutrientes para outros tecidos, durante o processo de senescência das folhas.
URI: http://hdl.handle.net/10174/5833
Type: article
Appears in Collections:ICAAM - Publicações - Artigos em Revistas Nacionais Com Arbitragem Científica
BIO - Publicações - Artigos em Revistas Nacionais Com Arbitragem Científica

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Simões et al 2004-RCA.pdf14.05 kBAdobe PDFView/Open
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Dspace Dspace
DSpace Software, version 1.6.2 Copyright © 2002-2008 MIT and Hewlett-Packard - Feedback
UEvora B-On Curriculum DeGois