Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10174/14740

Title: Viver e construir a mudança : a voz dos professores
Authors: Costa, Maria da Conceição Ferreira Monteiro Leal da
Advisors: Machado, Constança Maria S. S. Pinto Gomes
Issue Date: 2000
Publisher: Universidade de Évora
Abstract: Quando decidimos realizar este trabalho, fomos movidos pelo interesse e pela curiosidade que pairava dentro de nós há já algum tempo. A ela se juntou a expressão "ter muito que fazer" que ouvimos diariamente nas salas de professores, nos corredores das escolas acabando por ser ela a impulsionadora da temática desta pesquisa. Ao enveredarmos pela mudança enquanto matéria de estudo nesta dissertação, fizemo-lo obedecendo a esse interesse e curiosidade iniciais. Por outro lado, num mundo que se debate com surpreendentes transformações, a escola torna-se palco da diversidade social e, simultaneamente, é responsável pela educação dos jovens. Essa escola vive porém, uma crise institucional profunda, com profissionais postos em causa havendo que reequacionar o seu verdadeiro lugar no mundo contemporâneo. Tudo isto, no seu conjunto, terá levado, certamente, os professores a "terem muito que fazer". Como professora à medida que os anos corriam sobre as nossas práticas fomos vivendo a vicissitudes da reforma do sistema educativo português. O nosso interesse agudizou-se e foi ganhando formas claras de definição nos estudos sobre o pensamento dos professores. Enquanto docentes sentimos que, num contexto de mudança, o ter muito que fazer é uma constante, traduzindo-se nos sentimentos e atitudes que são manifestos diariamente na actividade docente. Acreditamos que cada um pensa, sente e vive à sua maneira o seu próprio trabalho. Acreditamos também que, apesar da complexidade da função docente, das crescentes e aceleradas exigências sobre o papel dos professores, são muitos os que não se cansam de trabalhar movidos pelos seus alunos. Eles são, na verdade, a principal razão da nossa existência como professores e é neles que encontramos a verdadeira função da nossa profissão. Conduzidos por estas formas de sentir, fomos levados a desenvolver a nossa investigação, procurando conhecer algumas das crenças dos professores referentes à mudança, à reforma enquanto tempo de mudança, à escola e ao que é hoje ser professor. O objectivo central deste estudo é perceber a forma como alguns professores viveram a mudança no período da reforma educativa, ou seja, procuramos perceber que significados construíram paia dar sentido ao contexto de mudança na sua profissão. Traduzindo este objectivo nalgumas questões podemos concebê-lo da seguinte forma: Que vivências pessoais e profissionais contam de si? Que significados atribuem à reforma enquanto tempo de mudança? Que representações têm da escola num contexto de mudança? O que dizem que é ser professor hoje? Partimos do pressuposto cognitivista de que a actividade docente é estruturada a partir das representações que os professores vão formulando acerca dos fenómenos em que estão envolvidos, dos significados que lhes atribuem e dos valores que defendem. Circunscrevendo oâmbito da investigação realizada, situamo-nos no campo da determinação de características do pensamento e acção dos professores. Esta abordagem implica uma referência ao contexto global em que esses profissionais viveram e construíram a sua profissão tendo em conta, o conjunto de complexas inter-relações entre os meios social e institucional que os foram rodeando. Nesse sentido, houve, certamente, escolhas a fazer, quer no domínio do tema em si, quer na adequação das metodologias, conduzindo à estrutura do relatório que apresentamos. Investigar o que os professores pensam passa por conhecer os aspectos a que deram mais relevo durante um período que pré-determinámos para a sua reflexão — o tempo da reforma. Viver e construir a mudança é a temática proposta para esta investigação que para se desenvolver, teve que percorrer um caminho que permitisse, por um lado, enquadrar a profissão de professor no contexto português e, por outro, compreender a mudança no campo educacional. Esse percurso passou, pela construção de um referencial teórico cuja literatura levou, à elaboração de três capítulos a ele dedicados.
URI: http://hdl.handle.net/10174/14740
Type: masterThesis
Appears in Collections:BIB - Formação Avançada - Teses de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Maria da Conceição Ferreira Monteiro Leal da Costa - Tese de Mestrado - 106 634.pdf15.65 MBAdobe PDFView/OpenRestrict Access. You can Request a copy!
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Dspace Dspace
DSpace Software, version 1.6.2 Copyright © 2002-2008 MIT and Hewlett-Packard - Feedback
UEvora B-On Curriculum DeGois