Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10174/9466

Title: Factores Limitantes e Técnicas Culturais da Produção de Trigo no Alentejo
Authors: Carvalho, Mário José Gouveia Pinto Rodrigues de
Keywords: produção de cereais
cultura do trigo
fotosíntese total
produção do trigo
solos Pg e Bp
Issue Date: 1987
Abstract: "Sem Resumo feito pelo autor"; 1. CONSIDERAÇÕES PRELIMINARES É do conhecimento geral que a produção de cereais e, em particular da cultura do trigo, enfrenta pelo menos dois problemas em termos climáticos na região mediterrânea. Um diz respeito ao encharcamento de Inverno e outro à deficiência hídrica durante a fase final do ciclo da cultura, ambos resultantes da distribuição anual da precipitação e temperatura neste tipo de clima. A falta de chuva no final da Primavera e no Verão é agravada pelas temperaturas elevadas que normalmente se verificam. 0 efeito negativo da precipitação de Outono-Inverno na produção de trigo foi estabelecido entre nós, em primeiro lugar por Figueiredo (1919), tendo sido mais tarde confirmado por outros autores (Frazão1943; Oliveira 1955; Carvalho 1978). 0 efeito revela-se bem mais marcado que em outras regiões do mundo e a explicação normalmente apontada é diferente da apresentada na bibliografia internacional. Enquanto que nesta o efeito do encharcamento de Inverno é, em primeiro lugar e sobretudo, atribuído à perda de azoto (Gales 1983), entre nós é atribuído à limitação do crescimento do sistema radical em profundidade durante o Inverno. A pequena profundidade de enraizamento tornaria a planta mais susceptível à deficiência hídrica no final do ciclo. Com o presente trabalho pretendeu-se atingir dois objectivos. Um, estudar o equilíbrio óptima entre a produção total de matéria seca e distribuição de assimilatos, ou entre a capacidade de armazenamento e a capacidade de enchimento, para as nossas condições climáticas. 0 outro averiguar a importância relativa dos dois factores limitantes atrás enunciados e testar a hipótese normalmente apresentada entre nós para explicar o efeito do encharcamento. Em relação ao primeiro objectivo é sabido que o equilíbrio óptimo entre aquelas duas variáveis em termos de produção de grão depende das condições ambientais sequenciais verificadas ao longo da vida da cultura, as quais são variáveis de ano para ano. No entanto cada região climática apresenta diferentes anos meteorológicos tipo, cuja probabilidade de ocorrência é possível determinar. Para além disso há características típicas do clima da região que tendem a manifestar-se com maior ou menor intensidade nos diferentes tipos de ano passíveis de ocorrerem, como sejam a deficiência hídrica e as temperaturas elevadas durante o enchimento do grão da cultura do trigo na região mediterrânea. Assim, se os ensaios de campo forem repetidos durante um período suficientemente longo, torna-se possível definir a estratégia com maior probabilidade de êxito. Para este efeito definiu-se um primeiro ensaio no ano de 1981182 em solo de Barro Preto (Bp) na Herdade Experimental da Almocreve em que se procurou obter diferenças marcadas na produção total de matéria seca da cultura através da variação da data de sementeira, dose de azoto e variedade de trigo utilizada. Procurou-se também obter produções idênticas de matéria seca com diferentes combinações dos tratamentos a fim de se tentar induzir diferenças na distribuição de assimilatos. No ano seguinte iniciou-se o mesmo tipo de ensaio na Herdade Experimental da Nitra num Solo Litólico de quartzodioritos (PS), a fim de se estudar o efeito relativo dos factores limitantes e do seu mecanismo de actuação. A escolha destes dois tipos de solos prendeu-se a dois tipos; de razões. Por um lado, sendo os Barros solos com elevado potencial produtivo para os cereais, são os solos em que com maior probabilidade se poderão obter benefícios imediatos da investigação em termos de rendimento da cultura. Por outro lado, relativamente ao estudo dos factores limitantes, interessava-nos ter o mesmo tipo de ensaio em dois solos contrastantes no que se refere à drenagem e armazenamento de água útil. Assim poder-se-ia obter, no campo e no mesmo ano, situações de encharcamento de Inverno e de disponibilidade hídrica de Primavera diversas. Como os Solos Litólicos apresentam características contrastantes com os Barros no que se refere aos parâmetros em causa e são solos muito representativos em termos de área na nossa região, em particular os derivados de granitos e quartzodioritos, foi o solo PS o segundo solo seleccionado.
URI: http://hdl.handle.net/10174/9466
Type: doctoralThesis
Appears in Collections:BIB - Formação Avançada - Teses de Doutoramento

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Mário José Gouveia Pinto Rodrigues de Carvalho.pdf7.33 MBAdobe PDFView/OpenRestrict Access. You can Request a copy!
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Dspace Dspace
DSpace Software, version 1.6.2 Copyright © 2002-2008 MIT and Hewlett-Packard - Feedback
UEvora B-On Curriculum DeGois