Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10174/7574

Title: Erosão Hídrica Estrutural – EHE: Descrição de processos de modelação geográfica
Authors: Neves, Nuno
Ferreira, Alfredo Gonçalves
Gonçalves, Ana Cristina
Cancela d'Abreu, Alexandre
Ramos, Isabel Joaquina
Freire, Marco
Guiomar, Nuno
Keywords: Erosão hídrica do solo
Modelos digitais
Reserva Ecologica Nacional
Sistemas de Informação Geográfica
Issue Date: Mar-2011
Publisher: DGOTDU
Citation: Neves et al. (2011). Erosão Hídrica Estrutural – EHE: Descrição de processos de modelação geográfica. DGPTDU/Universidade de Évora
Abstract: Sendo o fenómeno de erosão hídrica do solo resultante de variados factores em contextos de complexidade, decorrente da sua natureza inter-relacionada, considera-se pertinente uma aproximação visando a definição de uma metodologia simples e eficaz, facilmente aplicável ao ordenamento do território. Podendo a força gravítica, ou melhor dizendo, o trabalho da força gravítica ser considerado o factor primordial em processos de erosão decorrentes do escoamento superficial, a metodologia desenvolvida integrou primeiramente esta dimensão. Considera-se o estudo dos processos erosivos numa perspectiva global ou de contexto, integrando nos procedimentos metodológicos não a erosão específica local decorrente da inclinação do terreno em cada local ou célula, mas a erosão potencial global cumulativa, em que a erosão em cada célula é influenciada por um conjunto de células e influencia outro conjunto de células. Outros modelos de previsão de perda de solo recorrem a este princípio, como o WEPP, Water Erosion Prediction Project (Flanagan, D. C., ed, 1994), e têm demonstrado bastante aderência à realidade, de acordo com os trabalhos desenvolvidos com base nos dados da Estação Experimental de Erosão de Vale Formoso (Tomás, 1997), sendo limitados pela quantidade de informação de base necessária à sua utilização. Em 2001 foi adaptado ao modelo WEPP a metodologia MIR (Minimum Information Requirement) que se baseia fundamentalmente em informação topográfica, de solo e de ocupação do solo associada a um simulador, usando um conjunto mínimo de informação para estimar a perda de solo (Brazier, 2001). A abordagem agora desenvolvida distingue-se de abordagens mais usualmente aplicadas no nosso país, que assentam na integração de classes de declive com classes de avaliação de erodibilidade do solo definidas pericialmente e de acordo com valores de referência provenientes de diversos autores. Tendo em conta estas considerações desenvolveu-se um modelo de cálculo do índice topográfico de Erosão Hídrica Estrutural (EHE) que constitui uma métrica da acção do relevo no processo de erosão hídrica integrando diversas variáveis topográficas segundo os princípios da mecânica clássica, adaptados às características do ambiente (software) de modelação.
URI: http://hdl.handle.net/10174/7574
Type: report
Appears in Collections:ICAAM - Relatórios
PAO - Relatórios

Files in This Item:

File Description SizeFormat
EHE_Descrição_Processos_Modelação_Geográfica.pdf337.09 kBAdobe PDFView/Open
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Dspace Dspace
DSpace Software, version 1.6.2 Copyright © 2002-2008 MIT and Hewlett-Packard - Feedback
UEvora B-On Curriculum DeGois