Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10174/11395

Title: Variação de bancos de sementes do solo ao longo de 4 anos, efeitos de rotações
Authors: Belo, A.D.F.
Advisors: Dias, Luís Manuel Pais da Silva
Keywords: Variação de bancos de sementes do solo
Efeitos de rotações
Sementes
Issue Date: 2006
Publisher: Universidade de Évora
Abstract: Forragem, grão-de-bico, luzerna, girassol, colza e trigo foram as culturas que, durante quatro anos, integraram dez rotações diferentes, nas quais o trigo esteve sempre presente. Os bancos de sementes foram avaliados todos os anos antes da sementeira e a sua variação usada para conhecer a eficácia das culturas e das rotações no controlo do banco de sementes de infestantes. Cada rotação foi desdobrada, fazendo com que o trigo figurasse como cultura final ou inicial, o que permitiu medir adicionalmente o efeito da sequência das culturas, em particular da cultura inicial, sobre a variação do banco de sementes. O controlo químico efectuado permaneceu constante ao longo do tempo apenas para o trigo e para a forragem, enquanto que as mobilizações superficiais efectuadas foram iguais para todas as culturas. Do ponto de vista estrutural, os bancos de sementes analisados caracterizaram-se por uma grande homogeneidade resultante da dominância de um número reduzido de espécies ligadas essencialmente ao historial do local, aparentemente uma zona temporariamente encharcada no passado, e que regressaram ao registo inicial durante o período estudado, para o que parece ter contribuído o facto de o último ano ter sido anormalmente pluvioso, uma vez que a precipitação parece ser um dos factores mais importantes na dinâmica das comunidades representadas nos bancos de sementes estudados. Esta estrutura é menos determinada pelas abundâncias das espécies do que pela sua distribuição, não sendo por isso exclusivamente explicada nem pelas culturas nem pelos herbicidas. Do ponto de vista quantitativo, verificou-se que o coberto semeado limita a expressão do banco de sementes, mas a amplitude dessa limitação variou com as culturas e com a sua combinação sequencial em rotações. As culturas que mais contribuíram para a diminuição do banco de sementes foram o girassol, seguido por grão; as que mais contribuíram para o seu aumento foram luzerna seguida por forragem, em ambos os casos essencialmente devido ao itinerário cultural adoptado. As rotações bienais de girassol e grão, sobretudo quando iniciadas por estas culturas, foram, por essa ordem, as que mais diminuíram os bancos de sementes; as rotações com luzerna e forragem foram as que maiores aumentos ocasionaram, tendo esses aumentos sido proporcionais ao número de anos em que integraram a rotação/ . ### SUMMARY / - Forage, chickpea, medics, sunflower, oilseed rape and wheat were cultivated during four years as part of ten different rotations, in which wheat was always included. Weed seedbanks were evaluated annually before seeding, and their variation was used to assess the effectiveness of crops and rotations used in weed seedbank control. The rotation main plot was split into two so that each rotation started simultaneously with the first crop in one half and the last one in the other, allowing additional evaluation of cropping sequence effects, namely of initial crop, on seedbank variation. Chemical weed control remained unchanged during the study period only for wheat and forage, whilst reduced tillage was performed on all crops. Seedbank structure was quite homogeneous, due to being largely dominated by a few species, mainly species typical of wet sites, probably a reflection of past temporary logged areas. This dominance, along with the unusual amount of rainfall in the last year, allowed a rapid recovery of structure during the study period, since rainfall seems to play a very important role in the seedbank dynamics. However abundance is less important in determining seedbank structure than its distribution, being the reason why it is not exclusively explained either by crops or herbicides. Crop cover restricted the expression of seedbank, in what concerns density, but the range of this filter effect varied with crop and cropping sequence. Seedbanks were more heavily reduced whenever sunflower or chickpea, by this order, were grown, and increased after medics and forage, also by this order, in both cases due to management practices. Sunflower – wheat and chickpea –wheat rotations, with this cropping sequence, were, by that order, the best rotations in what seedbank density control concerns; rotations including medics and forage provided the poorest seedbank control, which got worst as more medics and forage years were included building up the longest rotations.
URI: http://hdl.handle.net/10174/11395
Type: doctoralThesis
Appears in Collections:BIB - Formação Avançada - Teses de Doutoramento

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Anabela Dias Ferreira Belo - 169 817.pdf108.32 MBAdobe PDFView/OpenRestrict Access. You can Request a copy!
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Dspace Dspace
DSpace Software, version 1.6.2 Copyright © 2002-2008 MIT and Hewlett-Packard - Feedback
UEvora B-On Curriculum DeGois